Coronavírus: O delivery como alternativa para compras de supermercado, refeições e fármacos

A crescente demanda de aplicativos de delivery durante a quarentena para compras online

Enquanto o mundo se encontra de quarentena, os aplicativos de delivery são a opção para evitar sair de casa. Buscando como realizar as compras de supermercado de forma segura, estes facilitam os pedidos através de smartphone e pagamentos onlines.

Diante da variedade de aplicativos de delivery existentes, em geral, apresentam uma vasta rede de estabelecimentos credenciados, proporcionando a entrega de alimentos, compras de supermercado e remédios.

Entre os aplicativos gratuitos mais baixados no ranking de Comida e Bebida de Sensor Tower, encontram-se IFood, Uber Eats, Zé Delivery e Rappi, respectivamente. 

top 5 aplicativos de delivery mais baixados no Brasil março 2020
Top 5 de Sensor Tower para Google Store e App Store, respectivamente.
Dados de 22 de abril de 2020.

Levantamento de fevereiro da mesma plataforma mostrou que o Uber Eats foi baixado 6,7 milhões de vezes neste período, sendo que o Brasil representa 20% desse total, na frente dos Estados Unidos, com 19,3% de downloads.

Segundo pesquisas, o número total de aplicativos de delivery instalados em março corresponde a 61,3% do total de downloads feitos em todo o ano passado. Um pico de instalações também foi registrado no dia 6 de março, o qual representou um aumento de 126% em relação ao mesmo dia de 2019.

Com isso, é clara a alta demanda impulsionada pela facilidade, comodidade e segurança que os aplicativos fornecem aos clientes, ainda mais neste momento, sendo essa uma das alternativas para evitar as aglomerações.

Como baixar e usar os aplicativos?

Os aplicativos estão disponíveis gratuitamente nas plataformas App Store e Google Play. Ao realizar o download se faz o cadastro com os dados pessoais e o endereço. Vale ressaltar que alguns aplicativos não tem cobertura total em algumas cidades.

De forma geral, apresentam uma plataforma intuitiva a fim de facilitar a busca pelo produto desejado. Adicionando o pedido ao carrinho, é possível definir a forma de pagamento e de entrega.

ifood entrega segura coronavirus
Demonstração da forma de entrega na finalização do pedido na plataforma Rappi.

Por conta da grande procura e buscando soluções em meio ao estado de emergência devido ao coronavírus, as companhias de delivery apresentam medidas preventivas a fim de diminuir o contágio do vírus.

Dentre os protocolos e recomendações dos aplicativos, há o incentivo pelo pagamento online, evitando o contato na hora da entrega, e a distribuição de álcool 70% e panos desinfetantes aos entregadores. 

Outra iniciativa também proposta foi a “entrega sem contato”, na qual o cliente, na finalização do pedido, pode decidir a forma de entrega, solicitando ao entregador para deixar o pedido na porta da residência e se distanciar por dois metros, evitando a proximidade ou qualquer contato entre eles.

entrega sem contato ifood
Políticas de entrega sem contato das redes IFood e Uber Eats, respectivamente.

Isso ressalta a importância dos entregadores neste momento, sendo fundamentais para o funcionamento de empresas e para as pessoas que estão passando por quarentenas obrigatórias ou voluntárias.

Nos últimos meses, o número de entregadores aumentou cerca de 30% nos estados brasileiros, aumento relacionado principalmente ao índice de demissões e desemprego no momento atual. 

Entregadores de IFood e Uber Eats contatados na cidade de Sorocaba revelam a crescente demanda de pedidos principalmente nos horários de almoço e janta durante isolamento. O aumento é notável nos horários de pico, antes da pandemia, os pedidos eram entregues até às 13h e agora alguns entregadores permanecem nas ruas até às 15h.

Mesmo tomando as precauções necessárias, 80%  relata o medo do contágio do vírus, como fica evidente na fala de Reginaldo Pereira sobre a dificuldade de estar constantemente limpando a máquina de cartão de crédito ou débito: “às vezes não dá tempo ou a gente esquece de limpar e assim vai”.

Larissa Belinazi

Estagiária na OnBoard Mobility. Estudante de engenharia apaixonada por marketing de conteúdo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: